Séculos de mudanças climáticas transformaram seu cachorro em um animal de estimação

(SÃO PAULO) – Na próxima vez que você fizer carinho no seu cachorro, aproveite para recordar que o formato do seu amigo peludo, e talvez até a relação entre vocês, só foi possível por causa dos efeitos de uma mudança climática na época dos seus ancestrais milhões de anos atrás. Caninos primitivos, que antes caçavam…

seculos-de-mudancas-climaticas-transformaram-seu-cachorro-em-um-animal-de-estimacao séculos de mudanças climáticas transformaram seu cachorro em um animal de estimação - seculos de mudancas climaticas transformaram seu cachorro em um animal de estimacao - Séculos de mudanças climáticas transformaram seu cachorro em um animal de estimação
Cachorro séculos de mudanças climáticas transformaram seu cachorro em um animal de estimação - 14268 2 EL - Séculos de mudanças climáticas transformaram seu cachorro em um animal de estimação

(SÃO PAULO) – Na próxima vez que você fizer carinho no seu cachorro, aproveite para recordar que o formato do seu amigo peludo, e talvez até a relação entre vocês, só foi possível por causa dos efeitos de uma mudança climática na época dos seus ancestrais milhões de anos atrás.

Caninos primitivos, que antes caçavam suas presas, passaram a fugir delas porque o clima transformou seus habitats naturais em espaços amplos e abertos, disse Christine Janis, professora de ecologia e biologia evolucionista na Brown University em Providence, Rhode ISland, que foi uma das autoras de uma pesquisa sobre desenvolvimento lançada no mês passado. Quando os caninos se tornaram adeptos de fugir de seus alimentos de quatro patas, eles também viraram animais de bando que aprenderam a trabalhar em cooperação e seguir seus líderes.

“Isso enfatiza a importância do clima e como a evolução dos mamíferos é sensível a isso em determinados aspectos”, disse Janis.

Borja Figueiredo, professor da Universidade de Malaga, na Espanha, foi o autor principal do artigo em que Janis trabalhou, publicado na Nature Communications.

Os pesquisadores estudaram como as juntas fossilizadas de joelhos de cachorros mudaram com o passar do tempo. As pernas dos animais evoluíram de uma estrutura que permitia caçar sua presa da mesma maneira que um gato para outra mais adaptada à fuga, diz Janis.

Ela afirma que as mudanças em cachorros ocorreram devido a mudanças em seu ambiente, e não como resultado da evolução de suas presas. Isso pode ser confirmado porque os corpos de caçador e presa se desenvolveram em momentos diferentes.

“De uma forma engraçada”, então, o clima transformou os caninos em seres sociais, e essas habilidades facilitam que eles vejam seres humanos como líderes do bando, disse Janis. O fato de o seu cachorro passear alegremente pela sua casa e obedecer, de certa forma, quando você o manda sair do lixo, é resultado da sua evolução.

A maior parte dos animais que foram domesticados por humanos também eram animais de bando que seguiam a horda – os cavalos, por exemplo, segundo Janis.

A maior exceção são, é claro, os gatos.

“Os gatos não são sociais, mas a questão é: quem é domesticado? Eles ou nós?”, disse Janis.

Então conforme o clima muda nas nossas vidas, isso significa que veremos nossos animais evoluírem diante dos nossos olhos?

Segundo Janis, não. As mudanças climáticas de que falam os cientistas agora estão vindo muito rapidamente. Os resultados são simples: extinção.

“O clima está mudando rapidamente demais para conseguirmos nos adaptar”, disse Janis.

Por Brian K Sullivan

Traduzido por Paula Zogbi

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com