[Redragon King Cobra] A solução definitiva para o problema de double-click?

0
156
redragon-king-cobra-a-solucao-definitiva-para-o-problema-de-double-click

Continuando a saga de switches ópticos que fizemos nas últimas análises, chegamos agora em mouses! Sim, a tecnologia também está presente em mouses, embora atualmente exista apenas uma fabricante nesta categoria, que é a Light Strike (LK), uma empresa da A4Tech/Bloody.

E diferente de teclados, onde há um debate se switches ópticos são realmente “superiores”, já que em bons switches de teclados a ocorrência do “double-click” é rara, em mouses os switches ópticos realmente conseguem ter uma grande vantagem sobre os convencionais.

- redragon kingcobra switchoptico - [Redragon King Cobra]  A solução definitiva para o problema de double-click?

Um dos maiores problemas atuais de mouses é a questão do “double-click“.

Double-click ocorre quando você tenta clicar apenas uma vez e o mouse acaba reconhecendo duas vezes. Este problema afeta não apenas jogadores, mas também até o uso geral do mouse. Por exemplo, você pode estar tentando mover um atalho de um lugar para outro e logo após clicar, o mouse reconhecer um falso segundo clique e soltar o objeto.

Existem diversas variáveis que podem levar à ocorrência de um double-click:

  • Os materiais utilizados na construção do switch.
  • A frequência de uso do botão.
  • A força aplicada no switch pelo próprio usuário e pela carcaça responsável por pressionar o botão.
  • Problemas em um certo lote específico de switches (leia-se: sorte).

Uma das formas de prevenir este problema, é adicionar um pequeno atraso na resposta dos cliques, para que o clique só responda assim que o sinal “estabilizar”, o que teoricamente previne acionamentos não desejados. Este é o debounce time, também conhecido como Button Response Time e tende a ficar na faixa dos 6~30ms em mouses para jogos, dependendo o modelo e a marca.

- fig1 bouncingOScilliscope - [Redragon King Cobra]  A solução definitiva para o problema de double-click?

Teoricamente quanto mais atraso, menores as chances do double-click, mas adivinha qual público odeia qualquer tipo de atraso? O público gamer, especialmente quem joga de forma competitiva. E este método apenas ajuda remediar o problema, pois a tendência é estes sinais piorarem com o tempo e quando passarem de um certo ponto, você terá o problema do double-click.

É muito complicada esta questão, pois tentar resolver este problema pode deixar o clique mais “resistente” ou acrescentar atraso ao clique… E por exemplo, para um jogador profissional, é mais importante que o clique tenha o menor atraso possível e seja bem leve, para ele pouco importa se isso vai resultar em um mouse que terá problemas com 6 meses de uso intenso, caso isso ocorrer é só ele pedir um mouse novo.

É irônico, mas quando você projeta um mouse para “jogadores profissionais”, você aumenta as chances do problema de Double-Click

Por isso empresas como Logitech e Razer são bastante conhecidas por este problema, já que seus mouses possuem um button response time extremamente baixo, enquanto concorrentes de marcas como ASUS, Cougar e Thermaltake possuem entre 3 até 5 vezes mais atraso em seus cliques, o que em termos de durabilidade é bom, mas pode assustar alguns jogadores. Essas empresas não querem agradar pro-players, elas querem o menor RMA possível.

E sim, é por isso que aquele seu mouse genérico de 20 reais que você comprou 6 anos atrás não tem isso, enquanto o seu novo mouse gamer com switches OMRON com durabilidade de “20 milhões de cliques”, e que não está nem na metade disso, pode estar com este problema com meio ano de uso. O button response time em mouses genéricos é ridiculamente maior.

- buttonresponsetime3 - [Redragon King Cobra]  A solução definitiva para o problema de double-click?

É muito difícil balancear todas estas questões e é impossível resolver o problema em switches convencionais, mas há uma luz no fim do túnel, uma tecnologia recente: switches ópticos.

O que switches ópticos prometem é remover completamente o problema de double-click, pois em primeiro lugar eles não possuem contatos elétricos internamente. Um sensor fotossensível nota a obstrução da luz quando o switch é pressionado, registrando o clique sem nenhuma possibilidade do problema e também com uma resposta mais rápida, já que ele não precisa ter o button response time para evitar o double-click.

- 20161006090009 62492 - [Redragon King Cobra]  A solução definitiva para o problema de double-click?
Na esquerda, o clique de um switch óptico, na direita o clique de um switch mecânico

Mas será mesmo que switches ópticos são tão bons assim? E mais importante ainda, a Redragon fez bom uso destes switches e criou um bom mouse? É o que veremos adiante.

Construção Externa

Pesando 109 gramas sem o cabo (130 gramas com o cabo), o Redragon King Cobra é um mouse de peso mediano, certamente não é leve, mas não é um dos mais pesados.

- redragon kingcobra topo - [Redragon King Cobra]  A solução definitiva para o problema de double-click?

Sobre pegadas, pensem no Redragon King Cobra como se fosse uma versão um pouco menor e bem mais estreita do Razer DeathAdder, é um pouco parecido mas ao mesmo tempo bem diferente.

A pegada palm fica boa na maioria dos casos, a menos que você tenha uma mão grande, neste caso aconselho procurar outro mouse:

- redragon kingcobra palm - [Redragon King Cobra]  A solução definitiva para o problema de double-click?

A pegada claw fica perfeita:

- redragon kingcobra claw - [Redragon King Cobra]  A solução definitiva para o problema de double-click?

E a pegada fingertip também não tem problemas, embora o peso focado na traseira do mouse (e veremos a razão disto) seja um tanto estranho.

- redragon kingcobra fingertip - [Redragon King Cobra]  A solução definitiva para o problema de double-click?

Há apenas dois principais materiais na construção do Redragon King Cobra. O topo do mouse é um plástico coberto por uma camada emborrachada (e como qualquer emborrachado é suscetível a desgaste com o tempo), enquanto as laterais são feitas em plástico fosco que dá a impressão de ser fino. São bons materiais, mas longe de serem os melhores, sendo um pouco inferiores na minha opinião a alguns concorrentes da faixa de preço.

- redragon kingcobra botoes - [Redragon King Cobra]  A solução definitiva para o problema de double-click?

Na parte inferior do mouse encontramos dois pés de teflon relativamente pequenos para o tamanho dele, mas para minha surpresa, o seu deslize é bom mesmo assim. Também, há um botão para troca de perfil e o Redragon King Cobra possui cinco perfis internos.

- redragon kingcobra baixo - [Redragon King Cobra]  A solução definitiva para o problema de double-click?

Já no cabo, o Redragon King Cobra não é nada especial. Um cabo em nylon com uma flexibilidade “OK” e não muito grosso, não chega ao ponto de ser “horrível” como alguns cabos da Logitech, mas longe do mesmo nível de flexibilidade que os cabos da Razer/Roccat ou que cabos de borracha comum. O uso de um mouse bungee (ou qualquer outra coisa para segurar o cabo) é aconselhado.

Até agora tudo bem, mas a primeira unidade do Redragon King Cobra que recebemos, possuía um problema bastante sério: o sistema de “cliques” estava horrível.

Os cliques da primeira unidade do King Cobra que recebemos, estavam horríveis

Por um erro no molde da carcaça, os cliques da primeira unidade do Redragon King Cobra que recebemos estavam simplesmente horríveis, duros, pareciam engatar no próprio plástico, não respondiam bem… Mas, com algumas semanas de uso começaram a ficar melhores e após alguns meses não havia mais o problema.

Já a segunda unidade que recebemos, desde que tiramos da caixa, não apresenta este problema nos cliques.

Diferente do primeiro King Cobra que recebemos, o segundo não possui defeito em seus cliques

Tudo bem, houve um defeito na primeira unidade, mas além deste defeito, a primeira unidade também começou apresentar outro problema após dois meses de uso: a lubrificação do codificador do scroll deixou de existir.

O scroll começou “ranger” e o atrito ficou bastante desagradável. O problema fica ainda mais visível na unidade do Franklin Azevedo, a qual também está apresentando o mesmo problema:

Isto ocorre devido ao fato dos codificadores da F-Switch realmente não serem muito bons, e o mais estranho, é que o Redragon Cobra (versão “comum”) não terá este problema pois utiliza um codificador da HUANO, que é de melhor qualidade. Abrir o mouse e aplicar lubrificante no codificador do scroll resolveu o problema, mas não aconselhamos isso pois viola a garantia e pode danificar os pés do mouse.

Segundo a Redragon, as unidades futuras do Redragon King Cobra terão codificador da TTC (que é uma boa marca) e quem tiver problemas com o scroll do King Cobra, terá seu problema coberto pela garantia.

As próximas unidades do King Cobra terão o problema de scroll resolvido, e a garantia cobre este problema

Porém, o que fica evidente é que a Redragon está com um problema de Controle de Qualidade com estes mouses. Ela precisa urgentemente tomar medidas para que problemas deste tipo, e também problemas como o que ocorreu nos cliques da nossa primeira unidade, não venham a acontecer mais.

Construção Interna

A construção interna é a principal responsável pela durabilidade de um mouse. Se forem utilizados componentes de alta qualidade, podemos dizer que o mouse foi projetado para durar. Se forem utilizados componentes de baixa qualidade, as expectativas para o mouse não serão boas.

A construção interna da primeira revisão do Redragon King Cobra não foi bem planejada, há várias peças boas, mas há uma peça ruim. O codificador de scroll da F-Switch não é bom, e o fato de nossa unidade e de outro conhecido estarem com problemas, comprova isso.

- redragon kingcobra consinterna - [Redragon King Cobra]  A solução definitiva para o problema de double-click?

Segundo a Redragon, esta peça será substituída por um codificador da TTC em lotes futuros, o que vai resolver este problema. Porém, devemos analisar o que temos aqui em mão e realmente o codificador da F-Switch não é bom.

No botão do meio (scroll) temos um switch ChangeFeng White, o que é uma ótima escolha, muito melhor do que switches genéricos que infelizmente muitas marcas acabam utilizando.

Já nos botões laterais temos ChangeFeng Red, o que também é aceitável para esta funcionalidade, mas o estranho mesmo é ver que os botões de DPI utilizam switches da HUANO, os quais teoricamente são até mais caros. Não entendo a razão para usarem switches de maior qualidade nos botões de DPI..

- redragon kingcobra huano - [Redragon King Cobra]  A solução definitiva para o problema de double-click?.

Há também uma rodela de peso de 15 gramas e que acaba sendo a razão pelo peso do mouse estar focado em sua traseira. Se retirarmos ela, o peso do mouse fica focado na parte frontal.

- redragon kingcobra peso - [Redragon King Cobra]  A solução definitiva para o problema de double-click?

E agora chegamos à estrela da vez, o switch LK Optical, feito pela Light Strike, que é parte da A4Tech/Bloody.

- redragon kingcobra switchoptico - [Redragon King Cobra]  A solução definitiva para o problema de double-click?

O switch óptico nada mais é do que um sensor fotossensível (sensor de luz) e do outro lado um LED infravermelho de baixa potência. Quando pressionamos o switch, uma “alavanca” que há na parte interna dele sobe, bloqueando a luz, o que acaba acionando o switch. Simples.

É por esta simplicidade que não há “sinais falsos” como existem em switches mecânicos, por não existir isso não é necessário que o switch tenha um “Debounce Time/Button Response Time” (um atraso para evitar cliques indesejados) e por esta razão eles “são mais rápidos”.

O fato de ser “luz”https://adrenaline.uol.com.br/”laser” não é o que faz switches ópticos serem mais rápidos, e sim a ausência do Debounce/BRT.

Então, é possível deixar switches mecânicos com uma resposta tão rápida quantos switches ópticos, mas isto resultaria em duplo, triplo, quádruplo clique ou talvez até mais, o mouse ficaria inutilizável. Imagine se cada variação no gráfico da direita fosse registrado como um clique?

- 20161006090009 62492 - [Redragon King Cobra]  A solução definitiva para o problema de double-click?

Na teoria, switches ópticos são “mais rápidos”, mas na prática é difícil notar a diferença, especialmente quando comparado com mouses que já possuem um Debounce/BRT baixo, como é o caso de mouses da Logitech e Razer, que ficam na faixa dos 6~12ms.

Agora, uma preocupação que algumas pessoas possuem quanto aos switches ópticos é quanto à durabilidade deste switches no longo prazo. Estes switches utilizam LEDs infravermelho para seu funcionamento, e todo LED tem vida útil, alguns menos, outros mais. Esta vida útil é calculada em horas, não em pressionamentos como em switches comuns.

“Durabilidade de 50 milhões de cliques” é conversa fiada, o switch óptico pode durar mais ou menos do que isso e sua durabilidade deveria ser medida em Horas

Teoricamente, em um período de digamos, “10 anos de uso”, é mais provável que switches mecânicos (ex: OMRON) “durem mais”, pois mesmo se estiver com double-click, o switch pelo menos vai estar funcionando.

Já o LED do switch óptico “desgasta”, independente de você estar clicando ou não, e quando este LED morre, não há como “reviver” ele, aplicar limpa contatos não vai resolver nada e abrir para limpar também não surtirá efeito, diferente de switches mecânicos onde estes procedimentos podem resolver o problema.

Também, não existem peças para reparo, o LK Optical de mouses não está disponível à venda e possui uma pinagem diferente de outros switches, não creio que seja possível colocar switches OMRON no lugar caso eles falharem.

- redragon kingcobra pinos - [Redragon King Cobra]  A solução definitiva para o problema de double-click?

Pressupõe-se então que no longo prazo a durabilidade de switches ópticos “pode” ser menor do que switches mecânicos, embora não seja comum ver pessoas usando o mesmo mouse por tanto tempo e há outras peças que podem falhar neste período, especialmente o codificador do scroll e o acabamento do mouse deteriorar, o que curiosamente aconteceu com apenas 2 meses de uso no nosso primeiro Redragon King Cobra, pois o scroll dele ficou horrível.

Enfim, estou falando teoricamente, na prática a durabilidade de um switch óptico pode ser pior ou até melhor do que o exemplo, por isto é importante se informar se o switch óptico foi feito por uma boa fabricante e também se ela possui um histórico de problemas, algo que a Light Strike não possui.

O que não posso, é garantir a qualidade de outras marcas que podem surgir em breve, então não achem que só por um mouse ou teclado ter “switches ópticos”, ele é livre de problemas, pois se for mal feito, vejo que é possível ele:

  • Parar de funcionar completamente, especialmente se o LED do emissor queimar.
  • Falhar no registro de cliques, seja por falha no sensor ou por não ter sido bem encapsulado e uma grande quantia de poeira ter entrado em contato com o sensor e/ou o emissor (pouco provável no mouse, mas um risco real em teclados, embora pode-se resolver limpando) ou pelo sensor fotossensível ser de baixa qualidade.

Então vamos ter cuidado com esta nova tecnologia e abrir bem o olho. Quero que mais empresas implementem ela em seus mouses, mas façam isso corretamente para que não tenhamos problemas no futuro.

Desempenho

O Redragon King Cobra utiliza o sensor Pixart PMW 3360, o qual nativamente é capaz de alcançar até 12.000 DPIs.

- redragon kingcobra sensor - [Redragon King Cobra]  A solução definitiva para o problema de double-click?

Qual então foi o primeiro passo da Redragon ao conseguir um sensor que já possui uma DPI absurdamente alta?

Dobrar ela artificialmente através de um processo que chamamos de “interpolação“, onde a controladora do mouse pega os dados de uma certa DPI e multiplica ela pelo dobro, o que também dobra a quantia de distorções e ruído que podem existir neste rastreio, além de acrescentar outros problema.

O cálculo funciona da seguinte maneira no Redragon King Cobra:

  • 400 CPIs = 400 DPIs
  • 6.400 CPIs = 6.400 DPIs
  • 10.000 CPIs = 10.000 DPIs
  • 12.000 CPIs = 12.000 DPIs
  • 6.500 CPIs x 2 (interpolação) = 13.000 DPIs
  • 12.000 CPIs x 2 (interpolação) = 24.000 DPIs

E é da interpolação que surgiu a ideia de que “1 CPI = 2 DPI”, quando na verdade isso só ocorre quando há interpolação.

Para evitar estes problemas, basta apenas ter bom senso e ficar longe das DPIs interpoladas. No caso do PMW 3360, use o valor que achar mais confortável, recomendo ficar entre 400 até no máximo 6.400 DPIs, lembrando que “mais DPI” não significa melhor precisão.

- software6 - [Redragon King Cobra]  A solução definitiva para o problema de double-click?

Começando, todos os testes foram realizados utilizando um mousepad Rise M4A1, o qual possui estampas e tem um nível de qualidade similar ao Razer Goliathus Speed.

Primeiro temos o teste de consistência de rastreio. Basicamente, ele testa o que o nome diz, mostrando se por acaso há distorções no rastreio do mouse. Para realizar ele, é usado uma ferramenta chamada MouseTester.

E estes foram os resultados do Redragon King Cobra no mousepad RISE M4A1, em 1000 Hz:

- consistencia1000hz - [Redragon King Cobra]  A solução definitiva para o problema de double-click?

Há contagens que parecem estar fora da média, mas na verdade isso é normal, é apenas como o mouse trabalha em 1000 Hz. Se diminuirmos para 500 Hz, o resultado fica mais “bonitinho”, mas ambos estão corretos.

- consistencia500hz - [Redragon King Cobra]  A solução definitiva para o problema de double-click?

O próximo teste é o teste de aceleração. O ideal sempre é que se o mouse for movido rapidamente 10cm para a direita, ele tenha o mesmo resultado que teria se fosse deslocado lentamente a mesma distância. 

Caso o mouse for mais longe do que o necessário no movimento rápido, é dito que o mesmo tem aceleração positiva. Caso a distância que ele percorreu seja menor no movimento rápido, ele tem aceleração negativa.

E se o mouse parou no mesmo lugar que antes, ele não tem aceleração nenhuma, o que caracteriza um resultado perfeito.

Sendo que este foi o resultado do Redragon King Cobra usando o mousepad RISE M4A1, em 1000 Hz:

- aceleracao - [Redragon King Cobra]  A solução definitiva para o problema de double-click?

Há um pouco de aceleração negativa, o que significa que o mouse rastreou menos do que deveria ter rastreado no movimento rápido. Às vezes isto ocorre por algum problema do mouse com a superfície, mas neste caso tentei diferentes mousepads, diferentes taxas de atualização, diferentes DPIs e todos os resultados foram similares. Não é muito, mas não é o ideal para um mouse com um sensor topo de linha.

Chegamos então ao software:

- software1 - [Redragon King Cobra]  A solução definitiva para o problema de double-click?

Aqui na aba principal podemos configurar alguns dos principais aspectos do mouse, a aceleração, velocidade do cursor, velocidade do scroll, velocidade do reconhecimento de duplo-clique e a taxa de atualização. Também, aqui podemos selecionar as funções para cada um dos botões do mouse.

Clicando em um dos botões, temos acesso a um pequeno menu onde temos várias funções para escolher:

- software2 - [Redragon King Cobra]  A solução definitiva para o problema de double-click?

É possível configurar funções do mouse, atalhos multimídia, funções do Windows, macros e “Fire Key” (que na verdade é a função “Turbo”).

Clicando em Macro Manager, temos acesso à interface de criação de macros do Redragon King Cobra. É possível fazer macros simples com teclas do teclado e até macros envolvendo botões do mouse.

- software3 - [Redragon King Cobra]  A solução definitiva para o problema de double-click?

O único problema é que este recurso foi portado de outro mouse, e os programadores da Redragon não se atentaram de que ao tentar realizar qualquer ação, o software apresenta um aviso de erro.

- software4 - [Redragon King Cobra]  A solução definitiva para o problema de double-click?

As macros funcionam, mas ter que fechar essa janela toda vez que for fazer alguma mudança, é irritante.

Já o “Fire Key” que apareceu antes, é apenas uma função para repetir um certo número de vezes um botão. Interessante para fazer “burst” com armas, ou então para clicar a maior quantia de vezes possível em cima de algo.

- software5 - [Redragon King Cobra]  A solução definitiva para o problema de double-click?

Seguindo em frente, temos acesso à aba de DPIs do mouse:

- software6 - [Redragon King Cobra]  A solução definitiva para o problema de double-click?

Escolher uma DPI corretamente no Redragon King Cobra é muito mais complicado do que deveria ser. Ao invés de ser possível clicar nos valores e digitar “800” para escolher 800 DPIs, você precisa puxar essas alavancas até chegar no valor que você quer.

Parece simples, e não é um grande problema em outros mouses da marca que possuem menos DPI, mas no caso do Redragon King Cobra, há 480 escolhas de DPI diferentes, havendo passos de 50 em 50. 

Se você tentar colocar em 800 DPIs, é muito provável que acabe parando em “950 DPIs” ou “750 DPIs” e você tenha que ficar tentando puxar essa alavanca diversas vezes até finalmente acertar a DPI que você quer. Um erro besta, e que a Redragon já cometia no Redragon Samsara que eu analisei em 2013…

E por último temos a aba de Iluminação, a qual é bastante simples:

- software7 - [Redragon King Cobra]  A solução definitiva para o problema de double-click?

Há apenas os seguintes efeitos:

  • Breathing (respiração, o mouse acende e desliga gradualmente)
  • Rainbow (ciclo de cores, o mouse troca de cor gradualmente)
  • Full Lighted (estático, o mouse fica na cor que você escolher)
  • Wave (famoso efeito onda RGB, cada LED do mouse fica em uma cor diferente e essa cor vai mudando de baixo para cima, por isso “onda”)
  • Go Without Trace (igual o onda, mas ao invés de cada LED ficar em uma cor, uma “listra escura” vai passando entre os LEDs e cada vez que ela passar por todos, o mouse troca de cor)
  • Reactive (efeito epilepsia, o mouse troca de cor quando você move ele, não é muito legal)
  • Flash (a iluminação do mouse fica ligada por alguns segundos, se desliga por alguns segundos e liga novamente)

Todos são efeitos simples e não há nada muito especial na iluminação deste mouse.

Enfim, o software do Redragon King Cobra é bastante básico, é o mesmo software que o Redragon Cobra e que diversos outros mouses da marca. Porém, fica evidente que apenas “portaram” esse software sem testar seus recursos corretamente, o sistema de macros está apresentando aviso de erros e o sistema de troca de DPIs da Redragon é inadequado para um mouse que possui 480 escolhas de DPIs diferentes.

AVALIAÇÃO:

Construção Externa

Construção Interna

Desempenho

Preço – R$ 180

Conclusão

O Redragon King Cobra é um mouse extremamente interessante, ótimo sensor, ótimos switches principais, boa ergonomia, preço adequado… Ele teria tudo para ser um mouse “topo de linha”, mas por alguns erros que poderiam ter sido evitados, acaba se tornando um “intermediário premium”.

O sensor Pixart PMW 3360 faz o seu serviço, mas é estranho que ele tenha ficado com um pouco de aceleração negativa neste mouse… Há concorrentes na mesma faixa de preço onde ele foi melhor implementado.

Os switches ópticos são uma excelente pedida e removem completamente o problema de “Double-Click”, sendo mais duráveis no curto prazo, embora somente o tempo poderá dizer se o sistema destes switches poderá falhar com os anos, a durabilidade deles não deveria ser medida em “50 milhões de pressionamentos” e sim em horas.

Porém, considerando que é mais provável que outras peças do mouse, tal como o acabamento e o scroll (que na nossa primeira unidade teve problemas com apenas 2 meses de uso) possivelmente irão falhar antes dos switches ópticos, vejo eles com bons olhos e espero que mais empresas implementem a mesma tecnologia.

Ainda assim, é triste ver que a Redragon ainda possui os mesmos problemas em sua interface de software que critiquei em 2013, o downgrade do codificador de scroll da HUANO (Cobra) para F-Switch (King Cobra) foi uma decisão infeliz, e a empresa deve tomar cuidado com seu controle de qualidade para evitar que mouses defeituosos como a nossa primeira unidade do King Cobra, não cheguem às mãos dos consumidores.

Enfim, sei que a Redragon já está trabalhando para resolver alguns dos problemas do Redragon King Cobra e já está projetando mouses supostamente “superiores” a ele, mas se ela tivesse tido um pouco mais de cuidado, eu não estaria fazendo estas críticas.

Se atentem a pequenos detalhes, invistam na interface do software, invista em cabos melhores, façam testes no sensor, melhorem a qualidade do plástico, tomem cuidado para não utilizar peças baratas em componentes vitais e melhorem o controle de qualidade para que casos como a unidade defeituosa que recebemos não se repitam.

Queria muito poder dar o selo ouro para este mouse, o Redragon King Cobra tem chances de se tornar um dos melhores “Custo x Benefício” de sua faixa de preço assim que seus problemas forem corrigidos nos próximos meses, mas por erros que poderiam ter sido evitados, ele acaba levando selo prata.

PRÓS

  • Bom preço
  • Boa construção interna (com exceção do scroll das primeiras unidades)
  • Boa construção externa
  • Sensor Pixart PMW 3360
  • Switches ópticos resolvem completamente o problema de Double-Click

CONTRAS

  • Codificador de Scroll de baixa qualidade (embora a marca prometeu resolver isto em lotes futuros)
  • Não é uma das melhores implementações do PMW 3360
  • Interface gráfica do software precisa de algumas melhorias