Procuradores estaduais e Departamento de Justiça dos EUA se reúnem para discutir sobre Google, diz fonte

Por Nandita Bose (Reuters) – Procuradores gerais estaduais dos EUA se reunirão com os advogados do Departamento de Justiça norte-americano na próxima semana para compartilhar informações sobre suas investigações sobre o Google, da Alphabet, disseram à Reuters duas fontes familiarizadas com o assunto neste domingo. As investigações giram em torno de comportamentos monopolistas que podem…

procuradores-estaduais-e-departamento-de-justica-dos-eua-se-reunem-para-discutir-sobre-google,-diz-fonte  - 7019b4a9 procuradores estaduais e departamento de justica dos eua se reunem para discutir sobre google diz fonte - Procuradores estaduais e Departamento de Justiça dos EUA se reúnem para discutir sobre Google, diz fonte

Por Nandita Bose

(Reuters) – Procuradores gerais estaduais dos EUA se reunirão com os advogados do Departamento de Justiça norte-americano na próxima semana para compartilhar informações sobre suas investigações sobre o Google, da Alphabet, disseram à Reuters duas fontes familiarizadas com o assunto neste domingo.

As investigações giram em torno de comportamentos monopolistas que podem prejudicar os consumidores pelo controle do Google sobre os mercados de publicidade online e o tráfego de pesquisa.

O Wall Street Journal foi o primeiro a informar sobre a reunião e disse que poderia levar o Departamento de Justiça e o Google a unir forças.

As conversas provavelmente incluirão o domínio do Google na busca online, possível comportamento anticompetitivo em seu sistema operacional móvel Android e a melhor divisão de trabalho à medida que as investigações avançam, segundo o jornal, citando algumas fontes.

As autoridades federais e estaduais dos EUA não compartilharam dados sobre suas investigações simultâneas até o momento, acrescentou o jornal, citando algumas das fontes.

Procuradores-gerais de 48 estados dos EUA, o Distrito de Columbia e Porto Rico lançaram formalmente uma investigação sobre o Google no ano passado, em sinal de crescente escrutínio de gigantes da tecnologia.

Pelo menos sete procuradores-gerais que fazem parte da investigação liderada pelo procurador-geral do Texas, Ken Paxton, foram convidados para a reunião, informou o WSJ.

O Google e o Departamento de Justiça não responderam imediatamente aos pedidos de comentários da Reuters.

(Reportagem de Bhargav Acharya; reportagem adicional de Mekhla Raina em Bengaluru, Nandita Bose e Diane Bartz em Washington)

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com