Por que as pessoas devem perder o medo de investir?

Poupar dinheiro para uma emergência pode ser mais difícil do que se imagina. Segundo dados do Indicador de Reserva Financeira do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), apenas dois a cada dez brasileiros pouparam algum dinheiro em dezembro do ano anterior. Isso significa que 71% não…

por-que-as-pessoas-devem-perder-o-medo-de-investir  - por que as pessoas devem perder o medo de investir - Por que as pessoas devem perder o medo de investir?
- 19f3c2eb e323 4db7 9642 046c8ee037a0 - Por que as pessoas devem perder o medo de investir?

Poupar dinheiro para uma emergência pode ser mais difícil do que se imagina. Segundo dados do Indicador de Reserva Financeira do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), apenas dois a cada dez brasileiros pouparam algum dinheiro em dezembro do ano anterior. Isso significa que 71% não guardou nenhum centavo.

Dos entrevistados, 13% justifica os gastos descontrolados pelo motivo de não terem controle sobre os gastos ou disciplina suficiente para guardar o dinheiro. A realidade é realmente dura: lidar com os gastos do dia a dia é um desafio e tanto, principalmente para aqueles que não possuem reservas e podem acabar se endividando diante de algum imprevisto.

Adquirir maturidade para controlar o próprio dinheiro e, mais do que isso, entender a importância de poupá-lo, é uma atividade extensa, que exige dedicação e, muitas vezes, ajuda de um profissional.

Guardar ou multiplicar?

Guardar dinheiro é bom, mas investir é ainda melhor. Aplicar o dinheiro em ações ou títulos traz a tranquilidade de rentabilidade maior do que a poupança, além de criar certa distância entre o dinheiro e aquele que o possui. Segundo Hulisses Dias, mentor financeiro, os brasileiros ainda sentem insegurança para investir seu dinheiro. “É preciso entender que existem diversos investimentos diferentes. Existem prazos longos, curtos e até mesmo flexíveis, onde o investidor pode retirar o dinheiro quando achar melhor”, comenta o especialista.

Uma pesquisa realizada pela Anbima, Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiros e de Capitais, mostrou que mais da metade da população nem mesmo cogita aplicar seu salário em algum investimento. “Alguns falam que não sobra dinheiro, mas o correto é não esperar o final do mês, mas sim fazer as aplicações assim que o salário cai a conta”, ensina Hulisses.

Perdendo o medo

Investir não precisa ser um bicho de sete cabeças: não é necessário ser um especialista em finanças para começar. É preciso somente entender a própria receita e gastos, além de definir metas e objetivos.

A parte mais complexa, como: melhores prazos, títulos ou até mesmo entender ações que vão crescer a longo prazo, pode ser feita por um mentor, como é o caso de Hulisses, que oferece suporte em todas as fases e detalhes, estudando caso a caso individualmente. O melhor de tudo é que esta mentoria pode ser feita da maneira que melhor se encaixar na rotina do aspirante a investidor.

Entre as opções de mentoria estão: mentoria virtual, onde Hulisses redige uma reunião via call; Face to Face, onde existe um encontro pessoal entre o Hulisses e o investidor e também a Premium, onde é possível passar um dia inteiro junto de Hulisses em um hotel – que pode ser em São Paulo ou no Rio de Janeiro. Saiba mais: www.instagram.com/tiohuli

- 192651 partnerId 1358 - Por que as pessoas devem perder o medo de investir?

Website: http://www.tiohuli.com

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com