Papa diz que o Instrumentum laboris do Sínodo é um documento destinado a ser destruído

0
10
papa-diz-que-o-instrumentum-laboris-do-sinodo-e-um-documento-destinado-a-ser-destruido

Em seu discurso aos participantes do Sínodo da Amazônia, nesta segunda-feira (7), o Papa Francisco disse que o Instrumentum laboris é um texto “mártir” destinado a ser destruído.


Ao explicar a importância da ação do Espírito Santo no Sínodo, o Santo Padre lembrou que antes deste evento foram realizadas “consultas, discussões nas conferências episcopais, no Conselho Pré-sinodal, elaborou-se o Instrumentum laboris, que, como sabem, é um texto mártir destinado a ser destruído, porque é como ponto de partida para o que o Espírito vai fazer em nós. E, agora, nós devemos caminhar sob a guia do Espírito Santo”.

O Pontífice confirmou assim o que disse há alguns dias o Secretário-Geral do Sínodo dos Bispos, Cardeal Lorenzo Baldisseri, que em coletiva de imprensa explicou que o Instrumentum laboris não é um documento magisterial ou pontifício.

“Há críticas ao Instrumentum laboris e a primeira coisa que devo dizer é que não é um documento pontifício”, disse o Cardeal italiano em entrevista coletiva em 3 de outubro, na Sala de Imprensa do Vaticano.

O Instrumentum Laboris é criticado por diversos representantes da Igreja, por apresentar discussões como a ordenação de homens casados para “resolver” o problema da falta de padres na região amazônica e levantar a possibilidade de ordenar sacerdotisas, ou seja, mulheres para o sacerdócio.

O Cardeal Walter Brandmüller alertou que as florestas da região amazônica vêm se declarando como um “locus theologicus”, ou seja, uma fonte especial de revelação divina cercada por “religiões naturais” que se dizem cristãs.

Ele também lembrou que  o Sínodo pode violar as verdades reveladas pela fé católica e trazer, como consequência, a autodestruição da Igreja e transformar  o Corpo Místico de Cristo “em uma espécie de ONG secular com um papel ecológico-social-psicológico”.

*Com informações ACI Digital

- ban livraria2019 - Papa diz que o Instrumentum laboris do Sínodo é um documento destinado a ser destruído