Lançados ao espaço há 1 ano, carro Tesla e traje espacial podem estar destruídos

Tudo sobre SpaceX No dia 6 de fevereiro de 2018, a SpaceX fincou ainda mais seu nome na história da indústria espacial ao enviar para o espaço um Tesla Roadster (veículo cuja montadora também é chefiada por Elon Musk), com um traje espacial chamado Starman em seu interior, fazendo as vezes de um passageiro. O…

lancados-ao-espaco-ha-1-ano-carro-tesla-e-traje-espacial-podem-estar-destruidos  - lancados ao espaco ha 1 ano carro tesla e traje espacial podem estar destruidos - Lançados ao espaço há 1 ano, carro Tesla e traje espacial podem estar destruídos
Tudo sobre

- 210964 - Lançados ao espaço há 1 ano, carro Tesla e traje espacial podem estar destruídos

SpaceX


No dia 6 de fevereiro de 2018, a SpaceX fincou ainda mais seu nome na história da indústria espacial ao enviar para o espaço um Tesla Roadster (veículo cuja montadora também é chefiada por Elon Musk), com um traje espacial chamado Starman em seu interior, fazendo as vezes de um passageiro. O lançamento, na verdade, deveria apenas testar a capacidade de voo do então novo foguete Falcon Heavy, mas Musk aproveitou a ocasião para fazer uma ação de marketing com sua outra empresa, a Tesla, e se tornou assunto em todo o mundo por conta disso.

Você pode relembrar o emocionante lançamento no vídeo abaixo:

O carro e o manequim foram a primeira carga transportada pelo Falcon Heavy e, nos últimos doze meses, eles viajaram mais de 770 milhões de quilômetros ao redor do Sol — dados obtidos pelo site de rastreamento whereisroadster.com. Atualmente indo além de Marte em uma órbita elíptica que durará cerca de 557 dias terrestres, ambos certamente já foram massacrados ao passar por barragens de micrometeoritos, por exemplo, e outros fatores que certamente contribuem para com a deterioração dos equipamentos é a radiação solar e os raios cósmicos que gradualmente “rasgam” o interior do veículo e o traje espacial. Essa energia da radiação estelar corta as ligações de carbono que compõem a maioria dos componentes de plástico, couro e tecido do veículo, e os materiais orgânicos (couro, pneus e tintas) podem já ter desaparecido por completo.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Estima-se que dentro de um milhão de anos o carro possa ser reduzido a uma mera estrutura de alumínio, ainda se mantendo na órbita do Sol à medida em que segue em destruição. Contudo, a SpaceX previu inicialmente que o Tesla Roadster com seu Starman pudessem se manter no Sistema Solar por cerca de 1 bilhão de anos. Só que um estudo publicado no ano passado trouxe uma perspectiva ainda mais caótica a essa previsão, indicando que o carro provavelmente colidiria com a Terra ou com Vênus nas próximas dezenas de milhões de anos, com uma chance de 6% de isso acontecer (no caso da Terra) e 2,5% para Vênus.

Carro e traje espacial estão a cerca de 262 milhões de quilômetros além de Marte, avançando alguns milhares de km por hora. Não há observações científicas, ainda, mostrando o estado de conservação da dupla, mas é bem provável que a lataria do carro já esteja bastante avariada com eventuais impactos espaciais, e o traje Starman com certeza não poderia mais ser usado por um astronauta nas condições em que deve estar hoje.

Fonte: Live Science

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com