Kátia Abreu desistiu da CPI Lava Toga após conversar com Gilmar Mendes, diz site

0
104

A esperada CPI que investigaria o poder judiciário foi arquivada no Senado Federal. O presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM), explicou nesta segunda-feira (11) que o arquivamento se deu por falta de assinaturas. Dois senadores decidiram retirar o apoio que haviam dado para a criação do colegiado e com isso o requerimento deixou de ter os 27 apoios necessários e passou a ter apenas 25 assinaturas.


“O requerimento foi apresentado com número suficiente (de assinaturas), […] mas não constavam no momento. Já que eu tinha determinado que fosse colocado todos os requerimentos em pauta e já estava na pauta da sessão de hoje, eu determinei o arquivamento”, afirmou Alcolumbre.

Os responsáveis pelo arquivamento foram os senadores Kátia Abreu (PDT) e Tasso Jereissati (PSDB), que pediram para que suas assinaturas fossem retiradas. Segundo o portal Terra, Kátia Abreu decidiu retirar sua assinatura após conversar com o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, por telefone. A pedetista informou que a CPI, tal como proposta, não contava com o seu apoio. Segundo ela “este não é o momento para abrir uma crise institucional no país”.

Fonte: Terra