Ideiasnet despenca 68% em 30 dias com venda de grande acionista suspeito de pirâmide financeira

0
133
ideiasnet-despenca-68-em-30-dias-com-venda-de-grande-acionista-suspeito-de-piramide-financeira
gráfico queda ibovespa investimento Ideiasnet despenca 68% em 30 dias com venda de grande acionista suspeito de pirâmide financeira - 31461 2 EL - Ideiasnet despenca 68% em 30 dias com venda de grande acionista suspeito de pirâmide financeira

SÃO PAULO – Entre 11 de dezembro de 2018 e 10 de janeiro de 2019, a IdeiasNet (


IDNT3

), ação até então “esquecida” pelo mercado, despencou

68,47%

na bolsa. A gestora focada em tecnologia está de saída da bolsa de valores, conforme anunciado no início de dezembro, mas apenas isto não explicaria baixas tão bruscas.

Após despencar 24,8% no pregão da quinta-feira (10), a ação viu correção e fechou a sexta com alta de 4,14%.

Também vem sendo atípico o volume de negociação dos papéis. Só ontem, foram movimentados R$ 2,6 milhões em ações da IdeiasNet. Comparativamente, houve dias em novembro que este número não chegou a R$ 8 mil, e o maior volume de 2018 foi em maio, R$ 641 mil. 

Isso foi intenso o suficiente para chamar a atenção da B3, que solicitou uma prestação de esclarecimentos sobre os possíveis motivos de uma movimentação atípica de vendas.

Em resposta, a empresa afirmou que parte relevante das movimentações do papel a partir de 21 de dezembro foram vendas de seu maior acionista individual: a Spritzer Consultoria Empresarial Eireli – ME, mais conhecida como JJ Invest.

O InfoMoney entrou em contato com Jonas Jaimovick, único acionista da JJ Invest, para entender por que se desfez de tantas ações da mesma companhia. Ele explicou que o movimento foi necessário pelos termos de um TAC (Termo de Compromisso de Ajustamento de Conduta) assinado com a CVM. “Estou desinvestindo aos poucos o capital que tenho na IDNT”, disse. 

O problema com a CVM

Patrocinadora do Vasco com contrato até o fim deste ano, a gestora já foi notificada pela CVM duas vezes, em agosto de 2017 e mais recentemente, no dia 4 de janeiro de 2019. 

O motivo é atuação irregular na atividade de administração de carteiras e consultoria de valores mobiliários, para a qual não tem autorização. A multa aplicada pela continuidade da atuação é de R$ 5 mil por dia.

A Polícia Federal também já bateu na porta da empresa. Com histórico de rentabilidade de incríveis 5% a 10% ao mês com marketing agressivo, a companhia fundada em 2016 tem suspeita de pirâmide financeira.

Jaimovick nega que haja pirâmide. A empresa disse que não está se posicionando sobre o assunto até que o processo na CVM tenha um desdobramento, e reforçou que este é o motivo para o desovamento das ações da IdeiasNet.

Todo esse imbróglio também é citado pela IdeiasNet em seu comunicado à B3, datado da última quinta-feira (10). A companhia diz não ter conhecimento de fatos diretamente relacionado aos seus negócios que justifiquem seu preço ter derretido em tal nível, mas mencionou reportagens sobre a JJ.

Futebol

Mesmo sem poder investir em ações, a JJ não está parada. Jaimovick também tem uma holding que investe em entretenimento, restaurantes e esportes. Pela exposição, o ramo mais conhecido é o futebol.

Entre os clubes que têm patrocínio da marca estão Vasco, América, Americano, Bonsucesso, Goytacaz, Macaé e Tigres. O nome da gestora também apareceu nas camisas de Neymar e Kaká em um jogo beneficente no ano passado.

Também há relacionamento pessoal com ídolos do esporte. Vídeos e fotografias nas redes sociais mostram Jaimovick ao lado de personalidades com Zico e Petkovic, além de celebridades de outras áreas do entretenimento, como Sérgio Mallandro.

Em geral, segundo o Globo, ainda não há queixas contra a empresa, e quem embolsa os altos retornos da JJ está satisfeito. Isso não significa, porém, que os olhos estejam fechados. Uma fonte do jornal chegou a dizer que é “unanimidade” que a atuação investigada “representará um problema”. 

Invista com segurança na maior corretora do Brasil. Abra uma conta gratuita na XP.