Homem confessa participação em golpe que tirou mais de US$ 100 milhões de Google e Facebook

0
103
homem-confessa-participacao-em-golpe-que-tirou-mais-de-us-100-milhoes-de-google-e-facebook

Um homem lituano pode pegar até 30 anos de prisão após admitir seu papel em um esquema que custou US$ 121 milhões ao Google e ao Facebook, segundo a Bloomberg.


De acordo com a agência de notícias, Evaldas Rimasauskas se declarou culpado na quarta-feira de uma acusação de fraude eletrônica relacionada a um esquema de phishing que enganou os dois gigantes da tecnologia.

A Fortune identificou as vítimas corporativas do esquema no ano passado. Uma investigação revelou que Rimasauskas, de acordo com a denúncia, criou selos corporativos falsos, endereços de e-mail e faturas supostamente da Quanta Computer, uma fornecedora de Taiwan que trabalhou com grandes empresas de tecnologia, incluindo a Amazon. Apple, Sony e Verizon.

Segundo a investigação, ao longo de dois anos, de 2013 a 2015, o impostor da Quanta enganou os departamentos de contabilidade do Facebook e do Google, que transferiram dezenas de milhões de dólares para contas bancárias no exterior.

Uma declaração do Tribunal Distrital do Distrito de Nova York afirma que o esquema de Rimasauskas recebeu US$ 100 milhões de dólares de duas empresas. A Bloomberg relata que uma fonte que queria permanecer anônima (já que as empresas-alvo não haviam sido publicamente identificadas pelos promotores) disse que o Google entregou cerca de US$ 23 milhões e o Facebook, cerca de US $ 98 milhões aos fraudadores.

Rimasauskas foi preso em março e extraditado para Nova York em agosto passado. Na quarta-feira, ele concordou em pagar US$ 49,7 milhões através de um acordo que recomenda que Rimasauskas seja preso por pelo menos nove anos.

“Rimasauskas pensou que poderia se esconder atrás de uma tela de computador do outro lado do mundo enquanto conduzia seu esquema fraudulento”, disse o procurador dos EUA, Geoffrey Berman, em um comunicado divulgado pelo Tribunal do Distrito de Nova York. “Mas, como ele descobriu, os braços da Justiça americana são longos, e agora ele pode ficar um tempo significativo em uma prisão dos EUA”.

Respondendo a um pedido de comentário, um porta-voz do Facebook disse: “O Facebook recuperou a maior parte dos recursos logo após o incidente e vem cooperando com a aplicação da lei em sua investigação”.

Um porta-voz do Google disse ao Gizmodo que a empresa detectou a fraude e disse às autoridades. “Recuperamos o dinheiro e estamos satisfeitos que este assunto esteja resolvido”, disse o porta-voz.

Mesmo assim, saber que é fácil enganar duas das maiores empresas de tecnologia do mundo não é uma coisa que nos deixa muito tranquilos.

[Bloomberg]