Fundão mal saiu do Senado e já foi aprovado pela Câmara

0
16
fundao-mal-saiu-do-senado-e-ja-foi-aprovado-pela-camara

O projeto que abre brecha para o aumento do fundo eleitoral e retoma a propaganda partidária (extinta a apenas 2 anos atrás), mal saiu do Senado e já foi votado e aprovado pela Câmara dos Deputados nesta quarta-feira (18).


O texto aprovado permite, por exemplo, que os recursos financiem compra ou aluguéis de imóveis pelos partidos; contratação de contadores e advogados; e pagamento de juros, multas e débitos eleitorais.

Na terça-feira (17), os senadores desidrataram o projeto com quatro exclusões e mantiveram apenas a destinação de recursos ao fundo eleitoral, rejeitando todas as outras alterações feitas pela Câmara.

Os deputados acataram as mudanças, acompanhando o parecer do relator, deputado Wilson Santiago (PTB-PB).

Para valer nas eleições municipais do próximo ano, as regras precisam ser publicadas em até um ano antes do pleito, ou seja, até o começo de outubro deste ano.

Rodrigo Maia

Na manhã desta quinta-feira (19) o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, está entre os assuntos mais comentados do Twitter. 

Os internautas ironizam o “empenho” de Maia em agilizar a votação. Outros ainda, o acusam de ter “passado por cima” de tudo e todos para aprovar o projeto. 

Uma outra controvérsia é que no começo desta semana, o parlamentar disse ser contra o aumento do Fundão:

“Acho que não é o caso, neste momento, de se mexer em valor de fundo eleitoral. Se mantiver o valor da eleição passada, é o máximo que dá para fazer”, declarou o presidente da Câmara. Ainda segundo ele,  a situação do Brasil não permitia aumentar os recursos para o próximo ano.

O pedido de grande parte dos eleitores agora é que o presidente Jair Bolsonaro vete o projeto que seguiu para sua sanção. 

- ban livraria2019 - Fundão mal saiu do Senado e já foi aprovado pela Câmara