Exclusivo: “Me desligaram do Mais Médicos e um cubano assumiu meu lugar”

O programa da gestão petista “Mais Médicos” pode ter fraudado a inscrição de um médico brasileiro e beneficiar intercambistas. É o que denuncia o Dr. Marcos Nunes (36), residente de Itabuna, Bahia. O médico afirma que fazia parte do programa desde o ano de 2014, mas em Março deste ano foi desligado sem nenhum aviso…

exclusivo-me-desligaram-do-mais-medicos-e-um-cubano-assumiu-meu-lugar  - exclusivo me desligaram do mais medicos e um cubano assumiu meu lugar - Exclusivo: “Me desligaram do Mais Médicos e um cubano assumiu meu lugar”

O programa da gestão petista “Mais Médicos” pode ter fraudado a inscrição de um médico brasileiro e beneficiar intercambistas. É o que denuncia o Dr. Marcos Nunes (36), residente de Itabuna, Bahia. O médico afirma que fazia parte do programa desde o ano de 2014, mas em Março deste ano foi desligado sem nenhum aviso prévio.

“Quando fui desligado a população fez um abaixo-assinado para que eu permanecesse no município, mas tive que me mudar de Salvador para Itabuna após terem me desligado do programa”, comentou.

- dr - Exclusivo: “Me desligaram do Mais Médicos e um cubano assumiu meu lugar”
O médico Marcos Nunes denunciou a suspeita de fraude ao Terça Livre TV.

Segundo ele, Damir Mompié Rodriguez, cubano, assumiu sua vaga no início deste ano e assim permaneceu por algumas semanas. De acordo com o brasileiro, sua suspeita é de que o cubano tenha sido transferido para evitar especulações sobre a substituição. A descoberta revoltou o médico.

Já no final deste ano, com a saída dos médicos cubanos que ocupavam as vagas no programa, um novo edital foi lançado para profissionais brasileiros e Nunes aproveitou a oportunidade para tentar fazer sua inscrição, mas os problemas voltaram a ocorrer.

Após muita insistência para conseguir acessar o Sistema de Gerenciamento de Programas (SGP), plataforma que cadastra e permite a inscrição no programa, o médico ficou surpreso com o que descobriu: outra pessoa estava em seu lugar.

- dc - Exclusivo: “Me desligaram do Mais Médicos e um cubano assumiu meu lugar”

“Quando fui atualizar o meu cadastro me deparei com o registro de outra pessoa, com outro CPF, que atuou no estado de Goiás durante dois anos. Buscando o nome da pessoa constada na declaração, que seria em meu nome, apareceu o outro, em uma portaria expedida em 25 de Novembro de 2016, que concedeu o registro para o intercambista, Fábio Marlon Martins, que não tinha CRM no Brasil”, afirmou o médico brasileiro.

“Desconfio que alguém inseriu esse intercambista no meu sistema para beneficiá-lo”, completou.

Nunes agora busca justiça para o seu caso e denuncia que houve sabotagem em sua inscrição e que o favorecimento dos outros “profissionais” foi deliberado e motivado por um alinhamento ideológico.

O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), impôs regras de humanização para o programa Mais Médicos, negando, por exemplo, o acordo petista de entrega de mais da metade do salário dos médicos cubanos para a ditadura castrista. Cuba imediatamente saiu do programa e ordenou que os profissionais retornassem à ilha. Entre os médicos havia também agentes cubanos disfarçados.


- ban rural post - Exclusivo: “Me desligaram do Mais Médicos e um cubano assumiu meu lugar”
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com