Entrada de nova operadora de telefonia na Alemanha irrita concorrentes

0
60
entrada-de-nova-operadora-de-telefonia-na-alemanha-irrita-concorrentes

Por Douglas Busvine


FRANKFURT (Reuters) – O leilão do espectro 5G da Alemanha atraiu protestos de operadoras de telefonia móvel no mercado, mas animou investidores que apostam que a entrada de um novo player vai revitalizar a concorrência e ajudar a fechar uma lacuna de conectividade com os Estados Unidos e o Japão.

Para a líder de mercado Deutsche Telekom o leilão, que durou 12 semanas e arrecadou 6,55 bilhões de euros, deixou um sabor amargo, enquanto a rival Vodafone chamou o resultado de “catastrófico”.

Markus Haas, presidente-executivo da Telefonica Deutschland, disse que vai continuar com o litígio que registrou em protesto aos termos do leilão, que ele chamou de injusto.

“Precisamos aprender com nossos erros e com outros países que possuem 5G bem à frente do nosso”, disse a repórteres. “Nós detonamos essa chance – o dinheiro está indo para o Ministério das Finanças e não para a construção de redes”.

Os mercados tiveram uma visão diferente depois que a 1&1 Drillisch, a nova operadora móvel do bilionário Ralph Dommermuth, conseguiu o espectro necessário para realizar seu sonho de se tornar o quarto operador de rede da Alemanha.

Um adversário, falando sob condição de anonimato, reclamou que a Drillisch poderia ter alcançado o mesmo resultado já na rodada de número 111. “Sua oferta contínua infligiu danos de 4 bilhões de euros a toda a indústria”, disse a pessoa.

Uma fonte próxima a Drillisch rejeitou essa sugestão, dizendo que ainda havia muito por o que brigar, naquele momento.

Analistas dizem que Dommermuth usou uma estratégia astuta porque, mesmo depois de comprar o espectro, ele não está comprometido com a construção de sua própria rede e pode barganhar a partir de uma posição de maior força no acesso à rede com as operadoras existentes.