Criminosos filmaram ação em que mataram o padre Casemiro em Brasília

0
12
criminosos-filmaram-acao-em-que-mataram-o-padre-casemiro-em-brasilia

A Polícia Civil do Distrito Federal revelou que os criminosos que mataram o padre Kazimierz Wojno, de 71 anos, mais conhecido como Casemiro, filmaram toda a ação.


Padre Casemiro foi morto no último sábado depois de celebrar uma missa. Um grupo de quarto homens rendeu o sacerdote no canteiro de obras onde são construídos um auditório e salas para a igreja.

Além de matarem o padre, eles também furtaram objetos da casa paroquial e renderam um dos caseiros, José Gonzaga. Um dos responsáveis pelo crime continua foragido. O laudo confirmou que o religioso polonês morreu por asfixia.

Alessandro de Anchieta Silva, 18 anos, foi responsável por fotografar e filmar toda a ação que matou o padre Casemiro. O conteúdo do aparelho chocou os investigadores.

Conforme divulgado pela polícia, foram tiradas diversas fotos comemorando a execução do esquema. Alessandro apareceu com bebidas alcoólicas e, inclusive, usando o crucifixo do padre Casemiro. “Quanto a isso, o que posso dizer é que ele é bem sádico”, opina o delegado Laércio Rossetto, chefe da 2ª Delegacia de Polícia (Asa Norte).

“Alessandro enviou mensagens para conhecidos pelo WhatsApp. Os contatos foram feitos antes, durante e após o latrocínio (roubo seguido de morte) do padre. Peritos trabalham para podermos identificar quem são as pessoas que receberam as informações. Assim, iremos traçar o vínculo dos acusados com o pároco”, afirma Rossetto.

Alessandro foi preso na terça-feira (24), em Valparaíso, Antônio Willyan Almeida dos Santos, 32, tido como mentor do latrocínio. Na quarta-feira (25), uma operação conjunta da 2ª DP com a Delegacia de Novo Gama prendeu Daniel Souza da Cruz, 39. O quarto envolvido, um adolescente, ainda não foi identificado.

- ban livraria2019 - Criminosos filmaram ação em que mataram o padre Casemiro em Brasília