CPI das ONG’s da Amazônia ganha força no Senado

0
12
cpi-das-ong’s-da-amazonia-ganha-forca-no-senado

O Terça Livre ouviu nesta quarta-feira (2/10) o senador Plínio Valério (PSDB) que falou sobre o Corredor Triplo A, os riscos à soberania nacional e a abertura da CPI das ONG’s da Amazônia.

Francisco Plínio Valério Tomaz, mais conhecido como Plínio Valério, é um jornalista e político brasileiro, filiado ao PSDB, com atuação no estado do Amazonas. É jornalista e radialista formado pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM). Nas eleições estaduais de 2018, foi eleito senador pelo Amazonas, na 1.ª vaga, com 834.809 votos.

O senador é rigorosamente contra o Corredor Trilo A, que colocaria em risco a soberania do Brasil na Amazônia. Ele explicou para os nossos ouvintes, o que é o Corredor e quais são os perigos à soberania nacional.

Com um histórico de confrontos com ONG’s estrangeiras, ele propôs a CPI das ONG’s que já foi protocolada no Senado. Para o público entender a gravidade do problema, ele expôs quais denúncias deverão ser investigadas nesta Comissão Parlamentar de Inquérito.

Plínio tem recebido muitas denúncias de ingerência estrangeira, via ONGs, em reservas indígenas e regiões ricas em recursos naturais, ouro, pedras, tântalo, nióbio e inclusive documentos de escrituras da compra de vasto território por uma ONG chamada “Opção Verde“, na região de Coari, maior produtora de petróleo e gás no Amazonas. A ONG teria, de acordo com o Senador, uma testa de ferro brasileira e os outros diretores holandeses e italianos. Ele falou a respeito disso durante a entrevista.

Confira

- ban livraria2019 - CPI das ONG’s da Amazônia ganha força no Senado