HomeUncategorizedComo os dados de internet cruzam os oceanos?

Como os dados de internet cruzam os oceanos?

Os cabos submarinos nos oceanos

A internet é imprescindível na vida da maioria das pessoas ao redor do mundo, entretanto poucas vezem paramos para pensar em como conseguimos conectar todo o planeta de forma tão rápida e eficiente. Poucas pessoas sabem, mas boa parte da estrutura dessa conectividade está submersa nos oceanos.

Os cabos submarinos de conexão de internet são uma parte crucial da infraestrutura global da internet, permitindo que dados sejam transmitidos entre continentes e países em velocidades extremamente altas. Esses cabos são normalmente compostos por um conjunto de fibras ópticas revestidas por camadas de isolamento e proteção que são projetados para resistir às condições adversas do oceano, incluindo a pressão da água, correntes fortes e a ação corrosiva da água salgada.

A transmissão de dados através de cabos submarinos é baseada na tecnologia de fibra óptica, que permite que informações sejam transmitidas através de pulsos de luz em vez de sinais elétricos. As fibras ópticas são extremamente finas e flexíveis, com diâmetros que variam de algumas centenas a alguns milímetros. Cada cabo submarino pode conter milhares de fibras ópticas, permitindo que enormes quantidades de dados sejam transmitidas simultaneamente.

Para entender como os cabos submarinos funcionam, é importante entender como a tecnologia de fibra óptica funciona.

 

A tecnologia da fibra óptica

A luz viaja através das fibras ópticas usando um fenômeno conhecido como reflexão interna total. Isso significa que, quando a luz entra na fibra óptica, ela é refletida de volta para o centro da fibra várias vezes, o que ajuda a manter a intensidade da luz e evitar a perda de sinal e sua atenuação. Como resultado, as fibras podem transmitir dados a distâncias muito maiores do que os cabos de cobre tradicionais.

Ao transmitir dados através de cabos submarinos, os sinais são convertidos em pulsos de luz que são enviados através das fibras ópticas. Os cabos submarinos possuem amplificadores a cada poucos quilômetros, que ajudam a manter a intensidade do sinal enquanto o mesmo é transmitido por longas distâncias. Quando o sinal atinge o outro lado do cabo submarino, ele é convertido de volta em sinais elétricos e transmitido para o destino final.

 

A instalação dos cabos

Navio fazendo o lançamento ao mar de um cabo submarino

Os cabos submarinos são instalados por navios especializados, que usam equipamentos para enterrar os cabos no fundo do oceano, garantindo que fiquem protegidos contra danos e ação do tempo. Esses navios também são capazes de reparar cabos submarinos danificados, o que é uma tarefa complexa e cara que envolve mergulhadores e equipamentos especializados.

Os cabos submarinos de conexão de internet são um componente crítico da infraestrutura global de comunicação, permitindo que dados sejam transmitidos entre continentes e países em velocidades extremamente altas. À medida que a demanda por conectividade aumenta, espera-se que a indústria de cabos submarinos continue a crescer e se desenvolver, oferecendo novas soluções de comunicação global para empresas e indivíduos em todo o mundo.

 

Cabos submarinos com maior tráfego no mundo 

Mapa de cabos submarinos pelo mundo

Existem muitos cabos submarinos que cobrem milhares de quilômetros de distância, conectando continentes e países, e alguns deles têm um tráfego muito maior do que outros. Neste texto, vamos explorar alguns dos cabos submarinos com o maior tráfego do mundo.

  1. Asia-America Gateway (AAG) O Asia-America Gateway é um cabo submarino que liga a Ásia aos Estados Unidos, passando pelo Sudeste Asiático e Havaí. Inaugurado em 2009, é um dos cabos submarinos mais longos do mundo, com cerca de 20.000 quilômetros de comprimento. O cabo é operado por um consórcio de empresas de telecomunicações, incluindo a China Telecom, a Singtel e a Verizon Business. O AAG tem uma capacidade de transmissão de dados de 2,88 Tbps e é responsável por uma grande parte do tráfego de internet entre a Ásia e a América do Norte.
  2. Pacific Light Cable Network (PLCN) O Pacific Light Cable Network é um cabo submarino que liga a Ásia aos Estados Unidos através do Pacífico. Ele foi projetado para fornecer uma rota de baixa latência para o tráfego de internet entre os Estados Unidos e a Ásia, com uma capacidade de transmissão de dados de 144 Tbps. No entanto, o PLCN ainda não está operacional devido a preocupações de segurança cibernética e de segurança nacional, e seu status atual é incerto.
  3. MAREA O MAREA é um cabo submarino que liga a América do Norte à Europa, passando pelo Atlântico. Ele foi inaugurado em 2018 e tem uma capacidade de transmissão de dados de 200 Tbps, tornando-o um dos cabos submarinos com maior capacidade do mundo. O MAREA é operado por um consórcio de empresas de tecnologia, incluindo a Microsoft e a Facebook, e fornece uma rota de baixa latência para o tráfego de internet entre a América do Norte e a Europa.
  4. South Atlantic Cable System (SACS) O South Atlantic Cable System é um cabo submarino que liga a África do Sul ao Brasil, passando pelo Atlântico Sul. Ele foi inaugurado em 2018 e tem uma capacidade de transmissão de dados de 40 Tbps. O SACS é operado pela Angola Cables e fornece uma rota de baixa latência para o tráfego de internet entre a África e a América do Sul.
  5. SEA-ME-WE 3 O SEA-ME-WE 3 é um cabo submarino que liga a Europa ao Oriente Médio e à Ásia, passando pelo Mediterrâneo e pelo Mar da Arábia. Ele foi inaugurado em 2000 e tem uma capacidade de transmissão de dados de 480 Gbps. O SEA-ME-WE 3 é operado por um consórcio de empresas de telecomunicações e é um dos cabos submarinos mais antigos e mais utilizados do mundo.
spot_img

Últimos arquivos

Explore mais aqui