Bolsonaro ignora imprensa: ‘Quando fizerem matéria real do que aconteceu na ONU eu dou entrevista’

0
11
bolsonaro-ignora-imprensa:-‘quando-fizerem-materia-real-do-que-aconteceu-na-onu-eu-dou-entrevista’

O presidente Jair Bolsonaro voltou a ignorar a imprensa no Palácio da Alvorada na manhã desta segunda-feira (30).


Bolsonaro reclamou das matérias produzidas pela mídia com relação à sua participação na abertura da 74º Assembleia da ONU, em New York.

“Tudo é deturpado. Quando vocês fizerem uma matéria real do que aconteceu lá na ONU eu dou entrevista para vocês”, afirmou antes de virar as costas aos jornalistas.

O discurso do presidente foi visto como “combativo”, “desafiador”, “intolerante” e “acusador”. Bolsonaro também foi criticado por não discursar em tom conciliador após os incêndios e queimadas na Amazônia.

A jornalista Mirian Leitão, por exemplo, analisou em um artigo e em comentários no jornal Bom Dia Brasil, que o presidente “perdeu uma grande oportunidade”, que “mirou o público interno, seus eleitores” e que seu discurso foi “agressivo tomado pelo sentimento da guerra fria, totalmente fora de época, e usou o plenário mais privilegiado que poderia ter para fazer um acerto de contas com uma lista de supostos inimigos”.

Lá fora, o jornal britânico The Guardian disse Bolsonaro lançou “defesa insana e conspiratória de seu registro ambiental, culpando Emmanuel Macron e a mídia enganosa por exaltar os incêndios deste ano na Amazônia”.

Ainda na semana passada, Bolsonaro disse que sua fala no evento não foi ofensiva com ninguém. “No meu entender, [foi] um discurso objetivo e patriótico, diferente de presidentes que me antecederam, que iam lá para serem aplaudidos e nada além disso”.

Ele ainda disse que sabia das dificuldades e dos problemas, assim como do aparelhamento do Estado, da dívida interna monstruosa e da oposição de grande parte da mídia, que nas palavras dele, só tem ódio para um dos lados. “Muitas vezes, eu nem falo nada e já é manchete. Daí pra dizer que a mentira é muito grande, aí diz que eu recuei”, comentou.

Pelo Twitter, Jair Bolsonaro comentou o episódio desta manhã e disse que são “20 segundos que valem por horas”.

– A imprensa e a ONU.
– 20 segundos que valem por horas.
– Peço compartilhar. pic.twitter.com/vHCHPjo6EJ

— Jair M. Bolsonaro (@jairbolsonaro) September 30, 2019

- ban livraria2019 - Bolsonaro ignora imprensa: ‘Quando fizerem matéria real do que aconteceu na ONU eu dou entrevista’