Bolsa reduz de 3 para 2 dias úteis prazo de pagamento de negócios com ações

0
10
bolsa-reduz-de-3-para-2-dias-uteis-prazo-de-pagamento-de-negocios-com-acoes

A partir de segunda-feira (27), a Bolsa de Valores (B3) vai reduzir de três para dois dias úteis o prazo para liquidação de operações com ações e outros produtos de renda variável negociados no mercado à vista.

A mudança dará maior liquidez ao mercado. O investidor que vender ações na segunda-feira, por exemplo, terá acesso ao dinheiro já na quarta-feira, e não mais na quinta-feira. Na prática, ele ganhará um dia para sacar o dinheiro ou reinvestir em outros produtos. A mesma lógica vale para quem comprar ações: o pagamento terá que ser feito em dois dias úteis (D 2, no jargão de mercado), prazo mais curto do que o atual, de três dias úteis (D 3).

Segundo a Bolsa, a mudança também trará outras vantagens de caráter técnico, como a redução do chamado risco de contraparte, quando as ações e outros ativos são utilizados como garantia de operações mais arriscadas no mercado. Com a liquidação mais rápida das transações, o risco operacional e o custo das negociações também diminuirão.

A redução no prazo de liquidação das operações é considerada por especialistas como um marco histórico para a Bolsa, reflexo da sua atualização tecnológica e operacional, e coincide com outras conquistas relevantes do mercado brasileiro anunciadas recentemente.

A B3 divulgou no início deste mês que alcançou a marca de 1 milhão de investidores pessoas físicas e sinalizou que esse número poderá dobrar até 2020 em função do cenário de juros baixos e do maior interesse do pequeno investidor por produtos mais rentáveis. Em março, o Ibovespa, principal índice de ações da Bolsa brasileira, chegou a testar o nível de 100 mil pontos por alguns momentos, mas não fechou acima dessa pontuação.

Além da Bolsa, o Tesouro Nacional também conquistou 1 milhão de investidores em sua plataforma de venda de títulos para pessoas físicas, o Tesouro Direto.