Bolsa fecha em baixa de 1,18%; dólar cai a R$ 3,739 e recua 2,11% na semana

0
44
bolsa-fecha-em-baixa-de-1,18%;-dolar-cai-a-r$-3,739-e-recua-2,11%-na-semana

O dólar comercial emendou a quarta queda seguida, recuou 0,33% e fechou a R$ 3,739 na venda. É o menor valor de fechamento em mais de quatro meses, desde 27 de fevereiro (R$ 3,73). Com o resultado, a moeda norte-americana fechou a semana com desvalorização acumulada de 2,11%, no segundo recuo semanal seguido.


O Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, fechou em baixa de 1,18%, a 103.905,99 pontos. É a segunda queda seguida e o maior recuo diário em mais de duas semanas, desde 25 de junho (-1,93%). Com isso, a Bolsa encerra a semana com perda de 0,18%.

O valor do dólar divulgado diariamente pela imprensa, inclusive o UOL, refere-se ao dólar comercial. Para turistas, o valor sempre é maior.

Reforma da Previdência

Investidores ainda acompanhavam o andamento da reforma da Previdência no Congresso Nacional, após o texto ser aprovado em primeiro turno na Câmara dos Deputados.

Os destaques, que propõem alterações no texto, começaram a ser votados ontem, e a votação continuou hoje. Mas o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), reconheceu que a votação da proposta em segundo turno pode ficar para a próxima semana ou para agosto, após o recesso parlamentar, que começa em 18 de julho.

Para a equipe do banco Brasil Plural, ainda que o segundo turno fique para agosto, não se pode perder de vista que os resultados das votações até o momento demonstram compromisso dos parlamentares com a aprovação de uma reforma robusta.

“Mesmo que a conclusão da reforma na Câmara seja adiada em duas semanas, é pouco provável que esse compromisso se altere”, afirmou em nota a clientes.

Cenário externo

No cenário externo, o mercado continuou repercutindo declarações recentes do presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos). Jerome Powell indicou que um corte de juros é provável no próximo mês, conforme as empresas desaceleram o investimento devido às disputas comerciais e ao enfraquecimento global do crescimento.

Juros mais baixos tendem a atrair para outros países, como o Brasil, recursos hoje investidos nos EUA.

(Com Reuters)

Baixo Clero

No 2º episódio do podcast Baixo Clero, os blogueiros Josias de Souza, Leonardo Sakamoto e Tales Faria analisam os papéis de direita, esquerda e centrão na aprovação do texto-base da reforma da Previdência.